Search

Dueire defende projeto que destina novos recursos aos municípios

Compartilhe esta matéria

Foto: Agência Senado

 

O senador Fernando Dueire (MDB) defendeu hoje no plenário do Senado Federal a importância do Projeto de Lei 6035/19, que busca fortalecer e melhorar nos municípios brasileiros os sistemas de iluminação pública. A iniciativa prevê que 40% dos recursos vinculados hoje a programas de eficiência energética das concessionárias e permissionárias de energia elétrica sejam remanejados e destinados às prefeituras das cidades.

 

Os recursos correspondem ao mínimo de 0,25% da receita operacional líquida das empresas distribuidoras de energia e, na prática, ao serem direcionados aos cofres das prefeituras, irão prover fundos para que os municípios, por exemplo, troquem as atuais lâmpadas por outras mais econômicas e eficientes. A expectativa é que a aprovação dessa matéria – validada pelo Senado e que agora tramita na Câmara dos Deputados -, cause um impacto de R$ 300 milhões/ano adicionais às cidades para investimentos na área de iluminação.

 

“Iluminação pública eficiente não só reduz os gastos municipais com energia elétrica, permitindo a realocação de recursos para outras áreas essenciais, como saúde e educação, mas também contribui significativamente para a segurança e o bem-estar da população. Ruas bem iluminadas são mais seguras, estimulam a atividade econômica noturna e promovem um ambiente urbano mais agradável e acolhedor para todos”, afirmou o senador pernambucano.

 

Na avaliação de Dueire, as iniciativas que busquem fortalecer as gestões municipais devem ter prioridade e celeridade no Senado. “Os municípios precisam de ajuda. É lá onde a vida acontece. Ao trabalharmos e aprovarmos matérias que direcionam recursos específicos às cidades, estamos não apenas fortalecendo a capacidade local, mas também promovendo um impacto direto na qualidade de vida de milhões de brasileiros”, concluiu.

Compartilhe esta matéria

© Copyright Blog Pernambuco Urgente. 2021. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.